Todos nós conhecemos a rede social Instagram. Dificilmente passamos nosso dia sem entrar nesta rede e navegar por ela, visitando e reagindo a postagens de amigos e desconhecidos durante boa parte do tempo.

         Porém, assim como demais redes sociais, já nos deparamos com casos de falha de segurança, perda de perfis, perfis falsos e afins. Sempre imaginamos que nunca irá acontecer conosco, mas é aí que mora o perigo, pois quando menos se espera, você acaba por ser a próxima vítima.

         A fim de evitar crimes virtuais, golpes e perfis falsos, a empresa Meta, dona do Facebook, Instagram e WhatsApp, começou a executar uma medida de proteção que atingirá tanto os antigos quanto os novos usuários.

         No momento de criar uma nova conta na rede social, a empresa solicita ao usuário a criação de um vídeo curto para verificação da identidade, como se fosse o formato de uma biometria facial. A medida funcionará como uma proteção adicional para que seus dados e sua conta não caiam nas mãos de golpistas e pessoas de má fé. De acordo com a Meta, esta medida evita que uma pessoa tente se passar por outra e também evita a criação de contas spam.

         As gravações serão salvas no banco de dados da empresa e servirão como medidas biométricas no momento do acesso. Ainda, as gravações também poderão ficar visíveis no Instagram, porém apenas durante o período de 30 dias.

         Por hora apenas contas recém criadas irão solicitar a gravação de seu rosto em diversas posições, todavia, estima-se que ao passar do tempo as contas já existentes, em algum momento, também solicitem o fator de segurança.

         Vale ressaltar que ao realizar o cadastro em algum site ou rede social e o mesmo possua tais métodos de segurança, nunca deixe de realizá-los. Além da biometria facial, outro método de proteção é a dupla verificação, a qual permite o acesso apenas se você confirmar em dois vieses diferentes, exemplo, por número de celular e por e-mail. Um processo um pouco mais trabalhoso, mas que com certeza irá te proteger de roubo de dados e acessos indevidos, principalmente caso possua um conta de figura pública.

         Outros serviços online, como por exemplo bancos digitais, sempre ao realizar os cadastros e conseguir a validação dos dados, a verificação facial é requisitada, além disso, há a necessidade de encaminhar a foto de um documento original frente e verso, para que as informações sejam comparadas e validadas.

         Mas lembre-se, apenas devemos fornecer nossas informações assim para sites, redes sociais e órgãos verificados como seguros pelo próprio Google (em que há o cadeado na URL provando que a conexão é segura), caso contrário nossos dados podem acabar sendo utilizados contra nós.

         Como formato de proteção legal, atualmente a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) também garante a proteção de nossos dados online, evitando, assim, que empresas utilizem nossos dados pessoais para ganhos próprios compartilhando-os ou vazando-os de alguma forma. Portanto, não deixe de averiguar seus direitos caso algo semelhante ocorra.

         Afinal, continue acompanhando nossas postagens e venha conhecer nossos planos existentes especialmente para você, correspondente bancário. Assim como exposto, garantimos a segurança de nossos e seus clientes com o software ideal para alavancar suas vendas e transformar seu empreendimento.