Duas plataformas gigantes de vídeos, as quais garanto que você leitor deve conhecer. Desde o entretenimento com vídeos curtos, aos filmes, séries e documentários. Falamos então do TikTok que conquistou as gerações mais novas e consequentemente os demais usuários da rede e da Netflix, a plataforma de streaming companheira das maratonas de séries.

         Ambas são muito populares atualmente e, após seus sucessos, expandiram o mercado de shorts (vídeos curtos) e streaming, adquirindo diversas concorrentes. Porém, não falamos aqui apenas sobre a popularização destes vídeos no formato de entretenimento.

         Segundo dados levantados pela VidMob, plataforma de inteligência criativa, o formato de pequenos vídeos é capaz de vender produtos com até 30% mais eficiência do que imagens nas redes sociais, pois é possível adquirir maior comunicação com o cliente.

         Para tanto, a Netflix também se viu tentada a explorar este novo formato de vídeos e agora tornaram-se também novos concorrentes ao TikTok.

         A empresa Netflix adicionou em sua plataforma de streaming o chamado “Fast laughs”, os quais apresentam pequenos clipes de comédia sobre os filmes e séries presentes em seu catálogo. Em acréscimo, na próxima semana, a Netflix pretende inserir também o “Kids Clips”, ou seja, pequenos vídeos direcionados ao público infantil, porém, diferentemente das demais plataformas de shorts, essa contará com limite de rolagem; entre 10 a 20 clipes por vez.

         Além da Netflix, o pouco conhecido Youtube também investiu cerca de 100 milhões de dólares como recompensa a criadores de conteúdo, incentivando-os na manutenção do Shorts, plataforma de vídeos curtos do Youtube.

         A verdade é que o mundo se encontra cada vez mais veloz. O dia está reduzido comparado aos afazeres e a sociedade atual determina que acompanhemos esta velocidade cada vez mais. Deixando a filosofia de lado e focando em demais questões, deixar de acompanhar o ritmo das coisas é prejudicial para nós. Portanto, adaptar-se às novas realidades é fundamental, principalmente nos empreendimentos relacionados a vendas de produtos.

         Com tudo existindo tão abruptamente, até mesmo o momento relacionado ao lazer como as plataformas de entretenimento tende a possuir conteúdos rápidos. De tal forma, nos Estados Unidos, o TikTok chegou a superar o Youtube em tempo médio de visualização. Um feito e tanto tendo em vista que a plataforma de vídeos curtos é muito mais recente.

         De acordo com a AppAnnie, empresa voltada a análises, o consumo médio do aplicativo TikTok é de 24 horas e 38 minutos, enquanto no Youtube, o consumo é de 22 horas e 40 minutos.

         Vídeos sucintos e objetivos tendem realmente a cativar mais nossa atenção. Podemos verificar isto em nosso próprio dia a dia. Ao pensar em ver algo a partir de 5 minutos tende a ser um fardo. Algo cansativo. Por outro lado, perdemos horas rolando dezenas de vídeos práticos e rápidos. Chega a ser contraditório não é mesmo? Todavia, é visível a influência positiva dos shorts, e, com isso, os grandes nomes do streaming como o Youtube e a Netflix estão buscando explorar esta nova modalidade de conteúdo e disponibilizá-los a seus assinantes.

         E você, caro leitor. Acaba ficando muito tempo nestas plataformas de vídeos? Acho que só eu já faço parte de todo o consumo médio.